Descubra qual é a única posição para dormir e não roncar

POR LOUISE OLEINIK - 7 MINUTOS DE LEITURA

O ronco é um incômodo na vida de muitas pessoas, principalmente aquelas que dormem ao lado de quem ronca.

Por esse motivo, o volume de pesquisas sobre a melhor posição para dormir e não roncar tem crescido a cada dia.

Mas, será que existe essa posição milagrosa? Bom, quero dizer de antemão que sim, ela existe.

Se você é uma dessas pessoas que já não aguenta mais roncar ou quer ajudar alguém que tem esse problema, pode já estar saturado de informações vagas sobre o assunto.

Entretanto, eu criei esse artigo para te responder com firmeza e direção qual é a posição para dormir e não roncar.

Portanto, se você está realmente interessado em se livrar desse problema, eu te aconselho a continuar lendo!

Afinal, o que é o ronco?

Tecnicamente falando, o ronco é um distúrbio respiratório que se apresenta durante o sono e é caracterizado por um barulho ocasionado pela passagem de ar nas vias áreas.

Entretanto, essa passagem não ocorre da forma correta. Na maioria das vezes o que acontece é que esse ar encontra barreiras que o impedem de circular livremente.

Essas barreiras, por assim dizer, são relacionadas ao estreitamento de estruturas como a faringe e a laringe ou ao relaxamento excessivo dos músculos do pescoço.

Além da dificuldade anatômica que o ar enfrenta, o contexto do ronco também inclui a vibração de outras estruturas como língua, palato e epiglote.

Quais são as causas dessa condição?

Como você pode imaginar, o ronco tem várias causas diferentes e algumas bem graves, por sinal.

Para resumir (porque eu sei que você está ansioso para conhecer a melhor posição para dormir e não roncar) eu criei uma lista que mostra as principais causas do ronco. Veja abaixo:

  • Dormir de barriga pra cima
  • Comer excessivamente antes de dormir
  • Desvio no septo nasal, que dificulta a passagem correta do ar
  • Anatomia do queixo retraída, que também prejudica a respiração durante o sono
  • Respirar pela boca, que pode ser necessário para quem tem desvio de septo e/ou o queixo retraído
  • Inchaço ou aumento das amígdalas
  • Consumo excessivo de álcool e cigarro
  • Doenças inflamatórias que causam obstrução nasal, como rinite e sinusite
  • Excesso de tecido flácido na orofaringe
  • Obesidade e sobrepeso
  • Uso de alguns medicamentos que afetam o sistema nervoso e provocam o relaxamento dos músculos do pescoço

Por fim, além de todas essas questões pontuais, eu devo alertar que o ronco também pode ser sinal de uma doença potencialmente grave, a chamada apneia do sono.

Na apneia, a respiração é interrompida súbita e temporariamente, o que causa cortes instantâneos do suprimento de ar nas vias aéreas.

Isso causa um ronco característico, que é mais alto e tem umas "cortadas" durante a sua execução.

Portanto, já deixo o alerta: se você ou alguma pessoa conhecida vier a apresentar esses sinais, um especialista deve ser consultado imediatamente.

A apneia do sono pode gerar o ambiente propício para a ação de AVC, infarto e outras doenças que podem matar rapidamente. Tenha muito cuidado!

Como tratar o ronco?

Se você está aqui para saber qual é a posição para dormir e não roncar, significa que quer saber como tratar o ronco.

Por saber disso, eu decidi criar outra lista rápida para mostrar alguns métodos que são usados para tratar essa condição. Confira:

  • Prática de atividades físicas para reduzir o sobrepeso e tratar a obesidade
  • Uso de fisioterapia cardiorespiratória
  • Uso de alguns aparelhos específicos com o CPAP (principalmente em pacientes que têm apneia do sono)
  • Cirurgias para correção de desvio no septo nasal e outros traços físicos que favorecem o ronco

Antes de definir qual tratamento usar, o especialista precisa analisar profundamente a condição de cada paciente em específico. Afinal, a solução para um caso pode não ser efetiva para outro.

As 4 principais posições de dormir e as suas peculiaridades

Você quer conhecer a melhor posição para dormir e não roncar, não é? Então, antes você precisa entender como "funciona" cada posição que nós usamos para dormir.

De bruços

Uma grande parte das pessoas dorme de bruços, ou de "barriga para baixo", como a posição é popularmente conhecida.

Contudo, eu preciso destacar que essa posição não é a ideal. Isso porque ao deitar de bruços o peso do corpo se concentra sobre a caixa torácica, o que dificulta a respiração.

Além disso, se a pessoa estirar os braços para frente, agarrando o travesseiro, o que é muito comum, vai estar tensionando a musculatura dos ombros e braços, o que pode até provocar lesões.

Por tudo isso, preciso dizer que dormir de bruços não vai fazer você parar de roncar, infelizmente.

De barriga para cima

Como você pôde ver, na lista de possíveis causas para o ronco eu inclui o hábito de dormir de "barriga para cima". Então, essa também não é a posição para dormir e não roncar, muito pelo contrário.

Quando você dorme nessa posição as estruturas das vias aéreas do seu corpo "desabam", isso é, cedem para baixo por causa da gravidade, o que pode - e vai - obstruir os seus canais respiratórios ocasionando o ronco.

Ainda nesse sentido, dormir de costas para a cama faz com que todo o peso do corpo recaia sobre a coluna, provocando dores lombares.

De lado

Segundo alguns dos maiores especialistas em sono do mundo, dormir "de lado" é a opção mais indicada, pois evita todos os malefícios das outras posições que eu citei acima.

Além disso, há um entendimento pacífico de que dormir do lado esquerdo, especificamente, pode ser bastante benéfico à saúde.

Essas são as principais benécies alcançadas com esse hábito:

  • Promoção da saúde do cérebro
  • Proteção da coluna, da musculatura das costas e das estruturas adjacentes
  • Melhora na digestão
  • Melhora a circulação do sangue

Por tudo isso, você deve estar se perguntando se essa é a posição para dormir e não roncar que é tão aguardada. 

Lamento ter que quebrar as suas expectativas, mas não, dormir do lado esquerdo não é a posição ideal para quem quer largar o ronco de uma vez por todas.

Mas, calma que a gente chega lá!

De conchinha

Dormir de conchinha para não roncar

Apesar de não ser tão comum (afinal, nem todo mundo tem um par, não é), dormir "de conchinha" também pode ser considerado uma posição para uma boa noite de sono.

Essa posição pode favorecer um sono tranquilo e profundo, porque a proximidade com outra pessoa na cama estimula o cérebro a produzir hormônios como serotonina, melatonina, dopamina e, claro, a oxitocina, que é o famoso hormônio do amor.

Porém, ter o cérebro descansado não é exatamente a chave para "cortar" o ronco. Então, não, dormir de conchinha não é a posição para dormir e não roncar.

Em posição fetal

Dormir em posição fetal não é tão comum quanto as outras posições citadas aqui, pelo menos não para adultos.

Inclusive, essa posição tem esse nome porque é praticamente a única forma que os bebês encontram para dormir quando ainda estão no útero, como você deve saber.

Para o restante de nós, a posição fetal não é nem mesmo recomendada, pois pode afligir a coluna e causar dores lombares. Então, certamente essa não é uma posição para dormir e não roncar!

Mas, qual é a posição para dormir e não roncar?

Como você viu ao longo do artigo, algumas posições para dormir melhoram o sono e evitam outros problemas, como é o caso de dormir do lado esquerdo e dormir de conchinha.

Nesse sentido, essas posições podem até "enganar", fazendo o indivíduo pensar que se livrou finalmente do ronco. 

Porém, como especialista na área é meu dever te alertar que a única posição realmente eficaz para parar de roncar é sentado, na frente de um especialista que vai te auxiliar no tratamento para o problema.

Eu sei que essa afirmação pode te desanimar, mas a verdade é essa. Não existe posição para dormir e não roncar, e não adianta tentar fazer muita coisa a esse respeito.

Como eu citei no começo do texto, o ronco é sintoma de alguma desordem nas vias aéreas, apesar de também poder ser provocado por uma posição de dormir (de barriga para baixo), que no caso torna-se causador do ronco e não uma solução.

Então, somente tratando as causas do ronco você poderá se ver livre desse incômodo.

Apenas reforçando a minha posição, se você sofre com esse problema ou conhece alguém nessa condição, busque o tratamento adequado e siga as orientações do especialista escolhido.

Dra. Louise Oleinik

Dra. Louise Oleinik

Crefito 8/74354
Fisioterapeuta cardiorrespiratória

Fisioterapeuta há 18 anos, atua hoje na área do sono, cardiorrespiratória e fisioterapia hospitalar, fazendo parte do corpo clínico do Hospital Policlínica Cascavel. Em 2021 fundou a Clínica FisioVita, especializada em reabilitação facial e vestibular, terapia manual, respiratória, neurológica, ortopedia, pilates, pélvica e RPG. Em 2016 fundou a Vittae, empresa que atua na na locação e vendas de equipamentos para Síndrome da Apneia do Sono (CPAP), BiPAP e Oxigenoterapia.

Compartilhe esse conteúdo com quem está precisando!

Outros conteúdos interessantes